Programa de consultoria e formação à medida das empresas

Apoio à implementação de processos de inovação

 

O projeto Move PME – 2.º Ciclo da AECOA visa apoiar a implementação de processos de inovação em 90 empresas. Com financiamento a 100%, este programa dirige-se, sobretudo, a empresários e quadros superiores, em seis áreas temáticas. Os primeiros grupos estão fechados, mas ainda há algumas vagas para os restantes.

Ainda há lugar para PME que pretendam aderir ao programa de Formação-Ação – Move PME 2.º Ciclo, que a Associação Empresarial do Concelho de Oliveira de Azeméis (AECOA) tem em curso. Os primeiros grupos estão fechados e as operações praticamente concluídas. Neste momento, as inscrições mantêm-se abertas para seis áreas do projeto: Organização e Gestão; Economia Digital, Implementação de Sistemas de Gestão; Indústria 4.0; Sustentabilidade e Responsabilidade Ambiental; e Capitalizar: Otimização de Recursos Financeiros.

Se está interessado em participar neste projeto de ‘consultoria à medida‘ com financiamento totalmente garantido (90% Portugal 2020/FSE + 10% AECOA), entre em contato com esta Associação Empresarial, através do telefone 256 668 824 ou do email a.pintomoreira@aecoa.pt . Apresse-se que as vagas já são poucas.

Organização e Gestão (OG)

Introduzir novos métodos de gestão e/ou de organização de trabalho, e reforçar as capacidades de gestão dos empresários e quadros superiores, ao nível da estratégia, produção, logística, marketing, vendas e recursos humanos, são alguns dos objetivos desta temática. Quem opta por OG pode também desenvolver projetos de melhoria de layout com recurso a redesenho, ferramentas de diagnóstico e planeamento, bem como identificar oportunidades e riscos para o negócio.

Melhorar as capacidades de desenvolvimento e distribuição de produtos, processos e serviços; implementar ferramentas e sistemas de melhoria contínua e participar em ações de benchmarking são outras finalidades desta área.

Economia Digital (ED)

Se pretende desenvolver ferramentas e plataformas digitais (websites, catálogos digitais, e-commerce, etc.), esta é a temática de excelência. A atualidade não se compadece com atrasos neste âmbito. Assim, apostar nas redes sociais, blogues, sites e outros recursos é a solução nos nossos dias.

Importa, então, saber adequar os modelos de negócio, com vista à inserção da sua PME na ED, e saber como geri-los, nomeadamente através de campanhas de marketing digital estratégicas e bem estruturadas, e da introdução de sistemas de informação aplicados a novos métodos de gestão, distribuição e logística. Conhecer as crescentes ameaças digitais à segurança das empresas e adotar comportamentos e práticas adequadas à minimização dos riscos são outras mais valias desta área.

Sistemas de Gestão (SG)

Apoiar as PME na implementação de SG é outra vertente deste projeto de consultoria e formação à medida de cada empresa.

No âmbito de SG, as opções são variadas: aumentar a qualidade dos produtos, serviços ou processos de gestão é uma delas, a que se junta a necessidade de reduzir não conformidades (processo, produtos) e ineficiências de funcionamento.

Implementar Sistemas de Gestão, com vista à sua posterior certificação, seja pelo Sistema Português da Qualidade ou por sistemas internacionais de certificação (ISO 22000 Sistema de Gestão da Qualidade Alimentar; OHSAS 18001 Saúde e Segurança no Trabalho; ISO 9001 Sistema de Gestão da Qualidade; ISO 56002 Sistema de Gestão da Inovação; IATF 16949 Sistema de Gestão da Qualidade Automóvel, etc.) é também uma oferta deste programa da AECOA.

Sustentabilidade Ambiental

O universo tem-nos demonstrado o quão imperioso é olhar para o ambiente com ‘olhos de ver’ de forma a permitir a construção de um futuro mais sustentável. Tomar consciência desta necessidade e tentar adequar a sua organização empresarial a novos métodos e ferramentas é obrigação de um empresário.

Esta temática decorre disso mesmo e visa sensibilizar/ apoiar a adoção de práticas e ferramentas que respeitem a redução da intensidade energética e carbónica, bem como desenvolver conceitos e práticas de ecoinovação e de ecodesign em novos produtos e serviços, através dos fundamentos da economia circular. Otimizar consumos energéticos, através de práticas de eficiência energética e produzir de forma mais eficiente e mais limpa, com menos recursos, menos resíduos e menor impacto sobre o ambiente, são outras finalidades.

Indústria 4.0 (i4.0)

Quem optar por esta temática pode, desde logo, contar com a realização de um diagnóstico à sua organização, que permitirá aferir o grau de maturidade digital e tecnológica ao nível da i4.0, e, consequentemente, com a elaboração/ implementação de um projeto estratégico e organizacional dos conceitos da 4ª revolução industrial. Acelerar as competências e as tecnologias nesta área é o que se pretende. A digitalização de processos internos, sensorização, recolha e tratamento de dados, ‘internet das coisas’ (IoT), robótica, conetividade e interfaces digitais com clientes e fornecedores, e, obviamente, a cibersegurança são as hipóteses concretas a serem trabalhadas nesta vertente.

Capitalizar: Otimização de recursos financeiros

Tal como o nome indica, esta área temática pretende possibilitar às PME a aquisição de conhecimentos e ferramentas que lhes permitam capitalizar e otimizar os recursos financeiros.

Para isso, importa conhecer bem e decidir melhor as distintas soluções de financiamento existentes, sejam bancárias, garantia mútua, capital de risco, factoring, confirming, etc..

Elaborar planos de negócio e interpretar os principais documentos contabilísticos, nomeadamente os relativos a demonstrações financeiras, orçamentos e planos de investimento, são outros conhecimentos a serem ministrados, prevendo-se também a implementação de práticas de benchmarking, relativas aos indicadores de desempenho económico-financeiro. Medidas de gestão para mitigação de riscos, através, nomeadamente, de sistemas de controlo de gestão são boas práticas que este programa da AECOA quer levar à sua empresa.

O projeto Formação-Ação Move PME – 2.º Ciclo, cujo organismo intermédio AIP – CCI, é financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 924.718,96 euros, dos quais 832.247,06 euros são provenientes do Fundo Social Europeu (FSE).

 

 

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *