AECOA: Entidade formadora da indústria

Dado o seu objeto social, a Associação Empresarial do Concelho de Oliveira de Azeméis (AECOA), desde cedo, orientou a sua intervenção para a promoção da Educação e Formação dos recursos humanos da região. Com vocação marcadamente industrial, a AECOA tem direcionado a sua oferta formativa (certificada e não certificada) para esta área. Trata-se, assim, de uma forma de promover e estimular a competitividade empresarial desta região.

Entidade Certificada

A AECOA coloca à disposição do tecido empresarial da região e dos seus Associados em geral, desde 2003, formação em diversas áreas. Através de estudos e de levantamentos das necessidades, procura ir ao encontro das necessidades e das exigências das empresas. Em 2005, esta Associação Empresarial tornou-se Entidade Formadora Acreditada pelo IFQ e, desde 2013, é Entidade Formadora Certificada pela DGERT.

Formação Certificada | Áreas disponíveis

341 Comércio

346 Secretariado e Trabalho Administrativo

347 Enquadramento na organização / Empresa

521 Metalurgia e Metalomecânica

543 Materiais

481 Ciências Informáticas

761 Serviços de Apoio a Crianças e Jovens

862 Segurança e Higiene no Trabalho

Formação Executiva

A Formação Executiva destina-se a Empresários, Gestores e Técnicos de várias áreas funcionais da empresa, nomeadamente Planeamento Estratégico, Recursos Humanos, Comercial e Marketing.

Neste contexto, a AECOA organizou um curso na área do Comércio (‘Gestão da Exportação na Prática’), com a duração de 24 horas, que decorreu nas instalações da Escola Superior Aveiro Norte (ESAN), onde atualmente se localiza a sede desta Associação Empresarial. O formador foi José Brandão de Sousa.

Em 2018, teve lugar o Ciclo de Formação ‘Exportar’, ministrado pelo mesmo consultor.

O objetivo foi dotar as empresas de conhecimentos especializados nos domínios do Marketing Internacional, Operações de Exportação e Procedimentos Administrativos, Legais e Fiscais específicos, com a finalidade de aumentar a qualificação do tecido empresarial no domínio do Comércio Internacional.

As sessões de quatro horas cada abordaram as temáticas: Procedimentos aduaneiros e fiscais de importação e exportação; Logística de exportação: Embalagens, transportes e seguro; Compreender e aplicar os INCOTERMS 2010; Métodos e meios de pagamento na exportação; Participar em feiras internacionais; Questões culturais e negociação internacional; Documentação, procedimentos e técnicas de exportação; Riscos na exportação – Identificar e mitigar; Marketing de exportação.

Desde o início de 2019, a AECOA disponibiliza o Ciclo de Formação e Capacitação ‘Protocolo, Etiqueta e Assessoria’, sob a orientação especializada da formadora Sofia Figueiredo. O programa engloba vários módulos em formato de workshops: Protocolo oficial, empresarial e multicultural; Receber e Conviver: Reuniões, viagens de trabalho e refeições; O seating, o Dress Code e a Kinesia; O Protocolo internacional; Media Relations no protocolo empresarial; e Organização de eventos.

De acordo com o programa da AECOA nesta área da formação e capacitação executiva, também já decorreram  as sessões ‘Negociação com a Banca Comercial’ e ‘Contabilidade para Gestores’. O formador foi Eduardo Carvalho.

Formação Técnica

A AECOA disponibiliza Formação Técnica para as áreas de projetos e produção da empresa.

Recentemente, foi ministrado um curso de SolidWorks para utilizadores deste programa (versões recentes e mais antigas). Espera-se poder constituir nova turma de formandos para nova formação nesta área.

O objetivo é ser capaz de usar os conceitos de modelação 3D em SolidWorks para modelar peças, montá-las em conjuntos e obter os respetivos desenhos em 2D.

Outros cursos e formações técnicas já foram lançadas pela AECOA, estando disponível para analisar e apreciar todas as necessidades dos seus Associados e demais empresas nesta matéria.

Cheque Formação

A portaria do Governo foi publicada em 03 de agosto de 2015. O Regulamento específico foi publicado no princípio de outubro.

No final desse mesmo ano foram confirmadas as candidaturas em 3 IPSS e 4 empresas, o que correspondia a cerca de 240 formandos e um volume de formação de 1200 horas (BTL, Mitjavila, Novarroz, Eumel, A. Silva Godinho).

No quadro de IPSS ficou a decisão de candidaturas na Associação Pró-Outeiro, Centro Social e Paroquial de Pinheiro da Bemposta, Fundação Manuel Brandão, Centro Social de S. Roque, Centro Paroquial e Social Santo André